Connect with us

destaque

O país torcia para o Brasil na Copa e a Educação Superior sofria um duro golpe

Published

on

Na segunda-feira, dia 28, enquanto o país torcia pela seleção brasileira na Copa do Mundo, o governo aproveitava para bloquear recursos que estavam na conta das Universidades Federais. 

Diante do bloqueio, a Universidade Federal do Acre (Ufac), que teve quase 5 milhões de reais bloqueados, se manifestou, por meio de nota pública, confirmando que seu funcionamento está comprometido.

Segundo a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), as contas foram esvaziadas enquanto todos estavam comemorando a vitória do Brasil na Copa do Mundo.

“Esta situação compromete, sobremaneira, as atividades acadêmicas planejadas pelas instituições para o decorrer do ano. O bloqueio na Ufac foi de quase R$ 5 milhões, que seriam destinados ao pagamento de despesas discricionárias, afetando a prestação de serviços”, esclarece a nota divulgada pela Ufac. E segue: “A Reitoria comunica que os impactos na universidade estão sendo analisados para que se encontre o melhor caminho no sentido de mitigar prejuízos causados ao pleno funcionamento da instituição. A Reitoria reafirma seu compromisso com uma universidade pública, gratuita, laica, inclusiva e de qualidade”, diz a nota pública.

Outra instituição federal prejudicada com o bloqueio do governo foi o Instituto Federal do Acre (Ifac), que perdeu cerca de 2 milhões de reais.

Ainda não se sabe como as universidades vão resolver o problema dos cortes, o fato é que até o funcionamento das instituições estão correndo risco nesse momento, segundo o que tem sido colocado para a imprensa de todo país.

Advertisement
Advertisement