Connect with us

destaque

Reabertura da Casa de Chico Mendes representa um novo capítulo na história da luta socioambiental

Published

on

A Casa de Chico Mendes, localizada em Xapuri (AC), reabriu suas portas ao público nesta sexta-feira, 10, após passar por um processo de reforma realizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a prefeitura de Xapuri e a família de Chico Mendes.

Tombada pelo Iphan desde 2007, a edificação e seu acervo representam o modo de vida dos seringueiros na região amazônica. A residência é o local onde Chico Mendes viveu e foi tragicamente assassinado em 1989. A administração do espaço ficará a cargo da prefeitura de Xapuri, que disponibilizará guias de turismo para acompanhar os visitantes.

A reforma abrangeu a substituição de barrotes danificados, peças de madeira da fachada e área interna, bem como a troca da estrutura da cobertura. Além disso, a casa recebeu lavagem e substituição de telhas danificadas, refez-se a cerca, recuperou-se o deck e realizou-se uma nova pintura completa. O investimento total foi de pouco mais de R$ 92 mil. Com a conclusão do projeto, será renovado o contrato de locação da casa entre Iphan, prefeitura de Xapuri e a família Mendes, permitindo a reabertura e visitação.

Bira Vasconcelos, prefeito de Xapuri, destacou a importância de honrar o legado dos seringueiros e de Chico Mendes: “O Acre deve muito aos seringueiros e a Chico Mendes, e a gente tem que pagar essa dívida. A nossa ideia é que a juventude, as escolas, quando vierem visitar o espaço, aprendam um pouco sobre esses ideais que o Chico tanto falava e hoje estão se concretizando”.

Angela Mendes, filha de Chico Mendes e coordenadora do Comitê Chico Mendes, ressaltou o simbolismo da reabertura: “Estamos aqui em Xapuri para a reabertura da casa de Chico Mendes, e num momento muito importante pra gente, muito simbólico da luta que é os 35 anos que Chico nos deixou um legado muito importante, e essa casa representa muito desse legado. Ela traz todo esse contexto das lutas que emergem aqui de Xapuri”.

O presidente do Iphan, Leandro Grass, destacou a relevância histórica do momento: “Hoje é um dia muito importante para a história do Brasil. Depois de cinco anos fechada, a casa de Chico Mendes está reaberta, graças à atuação do IPHAN em parceria com a prefeitura de Xapuri, aqui no Acre. Esse templo da luta socioambiental brasileira passa a estar disponível para educação, para informação e para inspiração das atuais e futuras gerações.” Grass também enfatizou o compromisso de levar adiante o legado de Chico Mendes, especialmente diante dos desafios impostos pelas mudanças climáticas e ameaças enfrentadas pelas comunidades desfavorecidas.