Connect with us

destaque

Bocalom esclarece adiamento do programa 1.001 Dignidades e novos planos habitacionais em Rio Branco

Published

on

Durante coletiva de imprensa, o prefeito de Rio Branco discutiu a situação do Programa 1.001 Dignidades. Devido ao ano eleitoral, a conclusão do programa será no próximo ano. O projeto tem como objetivo fornecer moradias para famílias afetadas por enchentes, que moram em áreas de risco e dependem de aluguel social.

Ele esclareceu que, das 1.873 unidades habitacionais previstas, 333 casas do Programa 1.001 Dignidades e 352 apartamentos do Minha Dignidade são parte do programa federal Minha Casa, Minha Vida. Como envolvem financiamento, essas unidades podem ser entregues ainda este ano.

Advertisement

A seleção das famílias será feita pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) e pela Defesa Civil Municipal, que possuem uma lista das pessoas elegíveis para o benefício.

O prefeito mencionou que as 685 habitações federais estão sob análise da Caixa, que deve autorizar as primeiras construções em breve. Se as obras forem concluídas este ano, as casas serão entregues, pois a execução não depende apenas da prefeitura, mas também da parceria com o Governo Federal.

Para o próximo ano, espera-se iniciar o serviço para mais 1.188 unidades habitacionais, incluindo 416 apartamentos e 772 casas. Ele também explicou que os bairros beneficiados pelos programas receberão investimentos de aproximadamente R$ 40 milhões em pavimentação e saneamento básico, provenientes de recursos próprios da prefeitura.

Advertisement

Os apartamentos do programa Minha Dignidade serão oferecidos a servidores efetivos que ganham até três salários mínimos e não têm casa própria. Para a população em geral, se a demanda superar a oferta, será realizado um sorteio para determinar os beneficiários.

Advertisement