Connect with us

destaque

Prefeitura de Rio Branco se reúne com Organização Internacional de Migração

Published

on

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) se reuniu na tarde dessa quarta-feira (4), com a representante da Organização das Nações Unidas (ONU), que está em tramitação, para a implantação do escritório da Agência da ONU para as Migrações, conhecida como Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Durante a reunião, a equipe da SASDH pôde apresentar para a representante o atual cenário migratório na capital. Tendo em vista que Rio Branco fica na tríplice fronteira entre Brasil, Peru e Bolívia, a cidade é um corredor para esses imigrantes, por conta disso, a Prefeitura de Rio Branco não tem medido esforços para dar toda a assistência a essas pessoas, uma vez que é a municipalidade que faz o acolhimento institucional, proporciona as refeições diárias, faz a inclusão no CadÚnico e providência as passagens terrestres. Além disso, também é a gestão que faz os encaminhamentos para o setor de saúde, educação e emissão de documentos.

Advertisement

Segundo a gestora da Casa de Passagem de Migrantes, Nivea Azevedo, a política migratória é uma das prioridades da prefeitura que desde o início da gestão tem dado todo o suporte para a execução desse serviço mantido por recursos próprios da municipalidade.

“A Casa de Passagem hoje liga com um fluxo muito intenso devido à grande população que está vindo da zona de fronteira. Nós estamos lindando com quatro nacionalidades e a prefeitura tem atuado com muito zelo para que a gente dê suporte a essa população que já vem muito fragilizada em questões de vulnerabilidade social.”

Para enriquecer ainda mais o diálogo, também estiveram presentes na reunião o subsecretário da SASDH, junto aos diretores de Assistência Social e Direitos Humanos. Uma vez que a gestão entende que uma política eficiente se constrói a várias mãos e é isso que a municipalidade tem buscado fazer junto aos órgãos parceiros como Ministério Público do Acre (MPAC), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícias Civil e Militar e agora, com a OIM Migração.

Advertisement

Para a secretária da SASDH, Suellen Araújo, a política pública de migração só tem a ganhar com a implantação do escritório da Agência da ONU para as Migrações, pois ele vem para fortalecer o diálogo entre Município, Estado e Governo Federal.

“Quando nós falamos de políticas públicas em relação à migração, toda ajuda é sempre bem-vinda, principalmente quando vem do Governo Federal porque é de fato quem nos auxilia nessa política… Então, de fato, hoje nós vivemos essa crise humanitária em relação aos imigrantes e é de fundamental importância que a gente de as mãos para podermos acolher, possamos destinar e que possamos minimamente dar as condições para que essas famílias e pessoas que recorrem ao nosso país tenham um destino certo.”

Advertisement