Connect with us

destaque

Programa Desenrola começa a valer para pequenos negócios endividados

Published

on

A partir desta segunda-feira (13), pequenos negócios com débitos bancários anteriores a 23 de janeiro podem iniciar processos de renegociação com instituições financeiras. Isso se deve ao início do programa Desenrola, parte do programa Acredita do governo federal, que visa apoiar Microempreendedores Individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) com faturamento até R$ 4,8 milhões.

Antônio Valdir Oliveira, gerente de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae, expressou otimismo com o programa: “representa um recomeço para milhões de brasileiros que foram prejudicados por altas taxas de juros”. Ele mencionou que, sem suporte estatal adequado em gestões anteriores, 6,5 milhões de empreendedores enfrentaram dificuldades financeiras.

Advertisement

Os interessados devem contatar as instituições financeiras por meio de canais oficiais para discutir a renegociação. Espera-se que os descontos oferecidos variem de 40% a 90% do valor total da dívida. A Febraban recomenda a portabilidade da dívida se um banco não apresentar condições favoráveis de renegociação e alerta contra o envio de dinheiro para garantir condições de negociação.

Augusto Togni, coordenador de Educação Financeira do Sebrae, afirmou que a renegociação permitirá às empresas recuperarem a saúde financeira e retomarem investimentos. Ele também sugere que os empresários utilizem recursos como a página do Crédito Consciente do Sebrae, que oferece ferramentas como calculadoras para avaliar as finanças e entender melhor as condições do programa. Togni enfatizou a importância do planejamento financeiro para garantir a sustentabilidade do negócio.

Advertisement