Connect with us

destaque

Ex-deputado bolsonarista recebe Polícia Federal em sua casa com tiro, porrada e bomba!

Roberto Jefferson resistiu à prisão e trocou tiros com a polícia federal

Published

on

Ex-deputado e grande apoiador do presidente Bolsonaro, Roberto Jefferson, que é réu em processo movido pelo ministério público, teve a prisão domiciliar revogada pelo ministro Alexandre de Morais do STF

Parece filme, mas não é! O ex-deputado Roberto Jefferson, uma dos mais fervorosos defensores do presidente Jair Bolsonaro, resistiu ao mandado de prisão determinado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no começo da tarde deste domingo (23), na cidade de Comendador Levy Gasparian, no interior do Estado do Rio de Janeiro.

Advertisement

Roberto Jefferson resistiu à prisão e trocou tiros com a polícia federal, se utilizando de um fuzil – segundo as informações apuradas – também teriam sido arremessadas 3 granadas pelo ex-deputado. E os estilhaços feriram 2 policiais federais.

Os feridos foram o delegado Marcelo Vilella e a policial Karina Lino Miranda de Oliveira, de 31 anos. Os dois foram atendidos em um hospital da região e passam bem.

Roberto Jefferson confirmou os disparos, mas afirmou não ter direcionado os agentes.
“Não atirei em ninguém para pegar. Atirei no carro e perto deles”.

Advertisement
Foto: Twitter @robertoJfilho26

O presidente Jair Bolsonaro se manifestou através do Twitter e condenou o ataque armado, feito pelo seu apoiador.