Connect with us

destaque

Cruzeiro do Sul se prepara para cheia do Rio Juruá sob coordenação de Zequinha Lima

Published

on

O prefeito Zequinha Lima está agindo rapidamente, diante da possível cheia do Rio Juruá. Na manhã desta terça-feira, 27, visitou escolas em Cruzeiro do Sul que estão prontas para abrigar as famílias. Cinco unidades municipais de ensino foram designadas para este propósito: Margarida Pedreira, no Bairro da Cobal; Thaumaturgo de Azevedo, no Bairro do Alumínio; Corazita Negreiros, no Telégrafo; Marcelino Champagnat, no João Alves; e Irmã Diana, no Bairro Cruzeirinho Novo. Estas escolas são parte de um plano de contingência da prefeitura para enfrentar a ameaça de enchentes.

O prefeito confirmou que as escolas estão checadas e prontas para uso. “Caso haja necessidade de mais espaço, o Estado também disponibilizou suas unidades,” afirmou Lima. A prefeitura mantém vigilância constante sobre o nível do Rio Juruá, que ao meio-dia de terça-feira marcava 12,79 metros. Até o momento, nenhuma família foi removida de suas casas.

Uma sala situacional foi estabelecida para coordenar as ações contra a cheia, com representantes do Governo do Estado, forças de segurança, Corpo de Bombeiros, Ministério Público, Exército Brasileiro e a Defesa Civil Municipal. A sala foi criada após a rápida elevação do nível do rio e notícias de mais chuvas nas cabeceiras.

Lima destacou a importância da preparação, incluindo a elevação do nível das casas nos últimos anos, e a necessidade de cooperação entre as instituições. Ele mencionou os esforços para manter as pessoas em suas casas e a possibilidade de realocação para os abrigos, enfatizando a importância da prontidão diante da elevação rápida do nível do rio.

Advertisement

Representantes do Governo do Estado, Ministério Público e Exército Brasileiro reiteraram seu compromisso e apoio à cidade, com recursos, estrutura e pessoal disponíveis para assistência. A união e colaboração entre as diferentes entidades foram destacadas como essenciais para enfrentar os desafios impostos pela possível enchente.

A situação demanda uma vigilância constante e preparo para a realocação segura das famílias, se necessário, demonstrando a seriedade com que a prefeitura de Cruzeiro do Sul e seus parceiros estão tratando a ameaça de enchentes do Rio Juruá.