Connect with us

Saúde

Estado do Acre declara emergência de saúde devido à qualidade crítica do ar

Published

on

Devido à superlotação das unidades de saúde do estado, causada pela qualidade extremamente crítica do ar, em decorrência da seca, queimadas e fuligem, o Governo do Acre decretou situação de emergência no estado. O decreto foi baseado em análises técnicas apresentadas pela Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde (Sesacre).

Os focos de queimadas têm impactado diretamente na qualidade do ar, uma vez que o material particulado emitido se espalha amplamente devido aos ventos comuns nesta época do ano. A maioria dos municípios do Acre tem excedido os limites de concentração de particulados recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) desde 2019. Isso tem exigido um monitoramento rigoroso da qualidade do ar e medidas para minimizar os impactos dos particulados e gases nocivos.

A ação decretada pelo governo tem como prioridade garantir a assistência médica necessária às pessoas afetadas e tomar medidas para reduzir os impactos da situação. Isso inclui a abertura de novos leitos e a manutenção da estrutura já existente. Além disso, a Sesacre participará da coordenação das ações específicas realizadas pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema) para enfrentar essa situação de emergência.

O decreto entra em vigor imediatamente e tem validade de 90 dias. A situação afeta especialmente grupos de risco, como crianças e idosos, tornando a orientação de ações emergenciais crucial para evitar o aumento de doenças graves e óbitos relacionados à qualidade do ar.

Advertisement

Continue Reading