Connect with us

Empreender

Turismo ecológico no Brasil: Um caminho para o desenvolvimento sustentável

Published

on

Uma pesquisa reveladora intitulada “Ecoar”, conduzida pelo Sebrae e divulgada durante a Feira Internacional de Destinos Inteligentes em Curitiba, Paraná, destacou a crescente popularidade do ecoturismo no Brasil, tanto entre os nacionais quanto visitantes estrangeiros. Segundo o estudo, essa modalidade de turismo já representa quase 60% da receita dos pequenos negócios no setor, com 65,9% das empresas de turismo oferecendo atividades ecoturísticas.

Realizada pelo Polo Sebrae de Ecoturismo, com o apoio de entidades como a Associação Brasileira das Empresas de Turismo de Aventura (Abeta), a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) e o Ministério do Turismo, a pesquisa ouviu aproximadamente 3,2 mil empresários. Destaca-se o Mato Grosso como o estado líder no segmento, seguido de perto pelo Mato Grosso do Sul e com o Rio de Janeiro apresentando o menor volume de ações voltadas ao ecoturismo.

A pesquisa aponta para uma forte tendência de crescimento do ecoturismo, vinculado à busca por um turismo mais sustentável e alinhado com as preocupações ambientais atuais. Entre as atividades mais ofertadas estão caminhadas, trilhas, observação de vida silvestre, cicloturismo e montanhismo.

Ana Clévia Guerreiro, coordenadora de Turismo do Sebrae, ressaltou a importância dos resultados para o fomento do ecoturismo entre os pequenos negócios e a orientação de políticas públicas futuras. Ela destacou ainda a inserção desta modalidade na promoção da economia verde, tema da próxima COP30 em Belém, Pará, em 2025.

Advertisement

Os desafios identificados para o avanço do ecoturismo incluem a necessidade de maior envolvimento das comunidades locais, gestão dos impactos ambientais, parcerias estratégicas e implementação de normas técnicas.

Lucas Alves Ferreira, proprietário do Balneário Estrela do Formoso em Bonito, Mato Grosso do Sul, vê na pesquisa uma oportunidade para melhorias nos serviços e aumento do faturamento, destacando a importância da adaptação do setor às demandas dos consumidores, especialmente no que tange à sustentabilidade.

Em 2023, o Sebrae apoiou mais de 2,1 mil empresas de turismo através do Programa Brasil Mais Produtivo, resultando em um aumento médio de 15,6% no faturamento. Ações estão sendo desenvolvidas em alinhamento com a metodologia de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI), avaliando diversas dimensões para promover o ecoturismo.

Isabela Monteiro, diretora do Polo de Ecoturismo do Sebrae em Bonito, ressaltou o potencial do Brasil no mercado global de ecoturismo, que movimenta US$ 181 bilhões. Com o país sendo considerado o principal destino para o segmento, o estudo enfatiza o vasto potencial em todas as regiões brasileiras para o desenvolvimento do ecoturismo.

Foto: Sérgio Vale

Advertisement

Continue Reading