Connect with us

Política

Debate na Aleac: Deputados Discutem Situação das Famílias Acampadas

Published

on

Na sessão desta quarta-feira (13) na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), os deputados Manoel Moraes (Progressistas) e Edvaldo Magalhães (PCdoB) debateram a situação das famílias acampadas nas dependências do prédio do legislativo.

Edvaldo Magalhães Questiona Inação do Governo

O deputado Edvaldo Magalhães expressou preocupação com as crianças expostas a essa condição e destacou que as famílias acampadas já apresentaram uma solução, mas até o momento o governador não tomou medidas. Ele questionou a inação da Mesa Diretora da Aleac e defendeu a doação de uma área de terra do Estado, que fica na região do bairro Jorge Lavocat, em Rio Branco.

Advertisement

“Quero saber o que a Mesa Diretora vai fazer com relação a essa situação, vai fazer de conta que essa cena não existe? Por que não se toma a mesma medida feita com a Marielle Franco, com a ocupação, que mandaram para cá? Entrou o projeto de manhã e de tarde estava aprovado. Foi aprovado a doação da área. Por que não se doa a área do Jorge Lavocat para essas famílias e se resolve esse empasse?”, questionou.

Manoel Moraes Defende Ações do Governo

Por outro lado, o líder do governo, deputado Manoel Moraes, abordou as questões relacionadas às famílias da terra prometida que se encontram acampadas no hall do parlamento acreano. Ele destacou as medidas tomadas pelo governo para endereçar a problemática.

“O governador Gladson Cameli se comprometeu em pagar três meses de aluguel para as famílias afetadas e também ofereceu o aluguel social para aqueles que se enquadram nos critérios estabelecidos. Além disso, o governo disponibilizou o Parque de Exposição como uma alternativa de acolhimento para essas famílias”, disse.

Advertisement

Moraes argumentou ainda que a situação atual é resultado da falta de ação nos últimos vinte anos do governo anterior, para resolver o problema da habitação social. Ele enfatizou que o Partido dos Trabalhadores (PT) não conseguiu solucionar essa questão durante seu tempo no poder.

“O atual governo está comprometido em seguir as leis e regulamentos vigentes, garantindo que todas as ações sejam realizadas dentro da legalidade. O governador está sim empenhado em encontrar uma solução para as famílias da terra prometida e está disposto a trabalhar incansavelmente para resolver essa questão delicada”, complementou.

Advertisement