Connect with us

destaque

Projeto 1.001 Casas avança e Bocalom acompanha de perto

Published

on

A primeira das 1.001 casas do Programa 1001 Dignidades está em fase avançada de construção, marcando um progresso na realização do sonho de 1.001 famílias. O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, está atentamente monitorando os detalhes durante a montagem, assegurando que tudo ocorra conforme o planejado para a data de inauguração.

A fase inicial do programa começou com a recuperação de toras doadas, seguida pelo processo de beneficiamento da madeira e a subsequente construção dos painéis. Agora, a ênfase está na montagem destes painéis. As casas têm aproximadamente um metro e meio de largura, e seu layout interno inclui uma cozinha e sala integradas, dois quartos e um banheiro.

Advertisement

A próxima etapa abrangerá a criação das tesouras e a produção de portas e janelas. Todo o processo de montagem das casas é baseado em um sistema de encaixe preciso. Bocalom ressalta que essas casas serão confeccionadas com madeiras resistentes, como ipê e massaranduba, que são altamente duráveis e resistentes às intempéries e ao desgaste. Essas madeiras são conhecidas por serem algumas das mais caras disponíveis no mercado, especialmente para a construção de decks.

Após a montagem de todas as peças, o protótipo estará pronto para ser reproduzido em série. O prefeito explica que essa fase atual é crucial para corrigir eventuais problemas ou discrepâncias entre o projeto original e a implementação prática. Este processo de aprimoramento está contribuindo para um cronograma de construção um pouco mais longo, mas garantindo a qualidade do resultado final.

A prefeitura já iniciou a limpeza de uma das áreas onde serão erguidas 400 casas adicionais. A entrega das 1.001 unidades habitacionais está programada para o segundo domingo de maio do próximo ano, coincidindo com o Dia das Mães.

Advertisement

“Vai ser um presente para as mães. Imagina uma mãe que perdeu uma casa, como é o caso de muitas que perderam as casas nessas alagações que nós tivemos, pessoas que estavam morando em aluguel social”, destaca o prefeito.

Advertisement