Connect with us

destaque

Secretaria de saúde em Cruzeiro do Sul se prepara para apoiar famílias em caso de enchente

Published

on

Com o rio Juruá aproximando-se da cota de transbordamento, a gestão começa a se preparar para o caso de ter de lidar, pelo terceiro ano consecutivo, com as consequências de uma alagação.

Boa parte das preocupações se dão em torno das questões de saúde, além da enchente em si, o deslocamento das famílias atingidas para os abrigos temporários demanda atenções específicas para evitar problemas de saúde. 

Neste sentido, a Secretaria Municipal de Saúde vem realizando uma série de reuniões com os Agentes Comunitários de Saúde das áreas que costumam ser atingidas pela alagação.

A reunião para tratar do plano de contingência aconteceu nesta terça, 24. Cerca de 40 ACS além da área técnica da SEMSA das coordenações de PNI, Vigilância Epidemiológica, Saúde Ambiental, Coordenação de Equipe Fluvial, e Educação em Saúde, contando com a presença da secretária Valéria Lima.

“Estamos realizando esta reunião com os ACS que estão localizados em áreas que alagam. Recebemos um alerta de emergência publica de alagamento, tivemos inicialmente uma reunião com a Defesa Civil e com isso estamos montando um plano de contingência de intervenção para diminuir os impactos da enchente”, disse a Secretária Municipal de Saúde, Valéria Lima.

Mesmo que o rio Juruá ainda não tenha atingido a sua cota de transbordamento, as ações de saúde terão início em caráter imediato. 

“Algumas residências já estão com água por baixo das casas e nos quintais. E ações já terão início por estas localidades com as equipes de médicos e enfermeiros em campo visitando estas localidades, distribuindo hipoclorito de sódio, levando orientações de forma a diminuir os agravos e o adoecimento em função da alagação”, explica Lindomar Ferreira, Coordenador de Atenção Básica da SEMSA.

“O importante é estarmos preparados para cuidar de um grande número de pessoas, e não vamos esperar o rio alagar e desabrigar as famílias para dar início às ações, por isso estamos direcionando as ações para estas localidades, diminuindo problemas de saúde que podem ser evitados com orientações corretas e ações simples de prevenção, que é o papel da atenção básica”, concluiu a secretária Valéria Lima.

Fonte: Assessoria

Advertisement
Advertisement