Connect with us

Notícia

Suframa promove integração e inovação em parceria com o Acre

Published

on

Além das palestras ministradas durante a “1ª Jornada de Integração Regional e Interiorização do Desenvolvimento no Acre” sobre o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e a Lei de Informática na Amazônia Ocidental, a Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) tem promovido encontros com representantes do poder público e da sociedade civil do Acre. O objetivo desses encontros é fortalecer laços, estabelecer parcerias e incentivar a criação de iniciativas conjuntas.

Na quarta-feira (13), a Suframa deu início à sua agenda de articulação ao se reunir com o governador do Acre, Gladson Cameli, na residência oficial do governador. Durante a reunião, o governador elogiou a iniciativa da Suframa de realizar a jornada e se colocou à disposição para colaborar com a Autarquia em ações que visem fortalecer a ZFM. O governador expressou sua satisfação com a colaboração entre o Acre e a Suframa, ressaltando que o evento estabeleceu uma base sólida para futuros projetos e investimentos na região. Ele também manifestou sua intenção de visitar a sede da Suframa em Manaus em breve, a fim de aprofundar as discussões e explorar novas oportunidades de cooperação.

Advertisement

O superintendente da Suframa, Bosco Saraiva, agradeceu a hospitalidade recebida no Estado e explicou os objetivos da jornada. Ele enfatizou o interesse da Suframa em colaborar com o governo estadual do Acre na integração regional e no desenvolvimento de instituições que possam acessar os recursos da Lei de Informática, com o objetivo de estimular negócios, geração de emprego e renda na região. Saraiva expressou sua gratidão pelo apoio do governo do Acre e destacou a importância da parceria para o sucesso do evento.

Além dessas atividades, a Suframa também marcou presença na sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Acre, localizada na Rodovia BR-364, quilômetro 14, Rio Branco. Durante a visita, o chefe geral da Embrapa Acre, Bruno Pena, e sua equipe apresentaram as pesquisas realizadas na instituição. Destacam-se o “Aflafree – Sistema de Descontaminação de Castanha-do-Brasil por UV-C Modulada” e o uso de geotecnologias para melhorar a gestão de florestas tropicais. As inovações tecnológicas envolvem o uso de sistemas de posicionamento global (GPS), sistemas de informação geográfica (SIG) e sensoriamento remoto (SR) para fornecer informações precisas sobre a floresta. Além disso, foram abordadas tecnologias como o Lidar (Light Detection and Ranging), que cria imagens em 3D da floresta, e drones, que utilizam algoritmos de inteligência artificial e aprendizado profundo para automatizar inventários florestais. Pena explicou que essas tecnologias também podem ser usadas para calcular créditos de carbono.

O superintendente da Suframa ressaltou a importância dessas pesquisas e expressou o interesse em aproximar a Embrapa Acre das empresas que são obrigadas a investir em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) de acordo com a Lei de Informática da Amazônia. Ele destacou que a Suframa atua na fiscalização dos recursos dessa lei e, embora não possa sugerir que empresas financiem projetos específicos, entende que pesquisas inovadoras desenvolvidas por instituições como a Embrapa Acre podem ser uma opção atraente para empresas interessadas em investir em projetos com alto potencial de impacto positivo na região.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement