Connect with us

Empreender

Mães representam 67% das empreendedoras brasileiras

Published

on

Um estudo recente do Sebrae, “Empreendedorismo Feminino”, revela que 67% das empreendedoras brasileiras têm filhos, e essa realidade influencia significativamente suas decisões de negócios. Para muitas, o cuidado com os filhos foi um fator mais determinante para iniciar um empreendimento do que para os homens na mesma situação. Entre as mulheres, 68% afirmaram que essa necessidade influenciou muito suas escolhas, enquanto entre os homens, esse número cai para 56%.

O estudo também aponta que as mulheres ainda enfrentam desafios significativos na conciliação entre o tempo dedicado ao negócio e os cuidados com os filhos. Segundo dados, as mulheres dedicam em média 3,1 horas diárias aos cuidados familiares e 2,9 horas aos afazeres domésticos, praticamente o dobro do tempo gasto pelos homens nessas mesmas atividades.

Advertisement

Essa realidade impacta diretamente o tempo que elas conseguem dedicar aos seus empreendimentos. Enquanto os homens empresários trabalham entre 40 a 43 horas semanais, as mulheres empreendedoras registram uma média de 34 a 35 horas. Isso reflete a grande disparidade existente no que se refere ao chamado “trabalho invisível”, que ainda é predominantemente assumido pelas mulheres.

O estudo revela ainda que 76% das mulheres se sentem sobrecarregadas pela jornada dupla, e 61% já precisaram abrir mão de atividades pessoais ou profissionais para cuidar dos filhos ou outros familiares, um cenário menos frequente entre os homens.

Exemplo prático: mãe e filha à frente do negócio

Maristela Mendes, junto com sua filha Bárbara, lidera a Bala de Banana Bananina, em Antonina, Paraná. A empresa familiar facilitou a integração entre a maternidade e a liderança empresarial, permitindo que Maristela trouxesse sua filha ao trabalho desde pequena. Hoje, a Bananina produz cerca de 6 toneladas de balas por mês e planeja expandir suas instalações.

Advertisement

Sebrae Delas: apoio ao empreendedorismo feminino

Para fortalecer e apoiar as empreendedoras, especialmente as mães, o Sebrae mantém o programa Sebrae Delas. O programa oferece cursos, workshops e consultorias, focando no desenvolvimento de competências e na troca de experiências entre mulheres que lideram negócios. Em 2023, mais de 150 mil mulheres foram beneficiadas por estas iniciativas.

Este panorama mostra não apenas os desafios enfrentados pelas empreendedoras brasileiras, mas também as estratégias e suportes disponíveis para ajudá-las a prosperar em seus empreendimentos.

Advertisement