Connect with us

Política da Hora

Política da Hora: #06- GreenBoy, Pop, COP 27

Published

on

Gladson agora é verde!

O governador Gladson, que começou o seu primeiro governo falando em agronegócio, parece que vai entrar no próximo mandato como o “Green Boy”, defensor do verde e do meio ambiente.

Um homem do clima

Sua participação na COP 27, que está acontecendo no Egito, tem sido cheia de declarações pelo fim das queimadas e pela preservação das áreas de floresta no Acre. Mas é importante partir pra prática o quanto antes, pois enquanto ele está no Egito o Acre queima e o Rio Acre padece.

As coisas podem caminhar juntas

Não que a produção e a preservação não possam caminhar juntas, mas, que a presença das preocupações ambientais ganharam uma outra importância no discurso do nosso governador não resta a menor dúvida, basta observar para conferir.

Será?

Será que a mudança no discurso do Gladson tem relação com a eleição de Lula, o forte discurso ambiental do novo presidente e o momento diferente que o Brasil deve viver a partir de janeiro do ano que vem?

Sabe direitinho!

Não dá para afirmar, mas Gladson sempre mostrou, ao longo de sua trajetória política, uma habilidade absurda para saber a hora e o lugar em que deve estar.

Frase de efeito

Inclusive me chamou muita atenção a seguinte frase: “Lula não é presidente de esquerda nem de direita, é presidente do povo”, foi o que disse Cameli durante a COP 27.

Ele está certo

Na real, ele está certo! Tem que ser assim mesmo, quem se elege é presidente de todos. Mas, não foram poucos os jornais, de circulação nacional inclusive, que estranharam o fato da frase vir de um governador bolsonarista.

O que eu acho disso?

Acho que ainda teremos mais frases de efeito como essa.

E o Agro?

É fato que a promessa de transformar o Acre num estado com uma economia forte, que giraria a partir da produção agrícola, ainda não se concretizou. Ainda são imensas as dificuldades e a falta de apoio para a produção.

TV é diferente da realidade

Aquele Agro Pop, Raitek e cheio de poder, é uma realidade apenas na propaganda da TV – no intervalo da novela – e na conta bancária dos que sempre tiveram o poder aquisitivo nas mãos.

Ainda falta apoio para o campo

É preciso seguir investindo em ramais, linhas de crédito e apoio para a produção, principalmente para os que não têm a menor condição de arcar com as altas despesas.

Menos discurso e mais prática

O Agro é um excelente caminho sim, precisa ser valorizado, respeitado e levado a sério. Mas, não é preciso destruir florestas para isso, basta tirar todo o apoio, presente nos discursos políticos, e trazer para a prática.

Advertisement
Advertisement